Willian Fernandes

Desenvolvimento Web com Python, SQLObject e PSE – Parte 4

Comente »

Depois de mais uma longa pausa na série de desenvolvimento web com python[bb] cá estou, de volta com os posts.

Mas desta vez a pausa foi por um motivo nobre. Recentemente adquiri um MacBook[bb] e logo resolvi configurar o Apache2[bb] + mod_python + PSE + SQLObject + MySQL-python (MySQLdb). Precisava desta configuração para dar continuidade à série.

Então resolvi dedicar a 4ª parte da série exclusivamente para mostrar como configurar o ambiente no Mac OS X Leopard[bb].

Antes de efetuar os passos abaixo você precisará do Xcode instalado. Basta executar o 2º Disco do MAC OS X e executar o pacote de instalação do Xcode.

Apache

O Apache já vem instalado no MAC OS X, por isso precisaremos apenas habilitá-lo:
Vá em Preferências do Sistema, na opção Compartilhamento ative o serviço Compartilhamento Web.
Agora basta acessar http://localhost para ver o apache funcionando. Dentro do seu diretório home existe um diretório chamado Sites, basta colocar os arquivos lá e acessar pelo endereço http://localhost/~SEU_LOGIN.

Mod_Python

Agora chegou a hora de compilar o mod_python e configurá-lo no Apache.
Primeiramente faça o download do mod_python 3.3.1 (última versão disponível até a data deste post).

No terminal execute:

$ gunzip mod_python-3.3.1.tgz 
$ tar xvf mod_python-3.3.1.tar
$ cd mod_python-3.3.1
$ ./configure --with-apxs=/usr/sbin/apxs

Após executar os comandos acima o arquivo src/Makefile foi criado. Abra-o em seu editor de texto preferido e altere a linha 27:

LIBS=-lm  -framework  Python    -ldl
LDFLAGS= -Wl,-framework,Python  -u _PyMac_Error -framework Python   -Wl,-F.
OPT=

por:

LIBS=-lm  -framework  Python    -ldl
LDFLAGS= -Wl,-framework,Python  -u _PyMac_Error -framework Python   -Wl,-F. -arch x86_64
OPT=

Altere também a linha 49:

mod_python.so: $(SRCS)
    @echo
    @echo 'Compiling for DSO.'
    @echo
    $(APXS) $(INCLUDES) -c $(SRCS) $(LDFLAGS) $(LIBS) 
    @rm -f mod_python.so
    @ln -s .libs/mod_python.so mod_python.so

por:

mod_python.so: $(SRCS)
    @echo
    @echo 'Compiling for DSO.'
    @echo
    $(APXS) $(INCLUDES) -c -Wc,"-arch x86_64" $(SRCS) $(LDFLAGS) $(LIBS)
    @rm -f mod_python.so
    @ln -s .libs/mod_python.so mod_python.so

Cuidado para não quebrar a indentação. O arquivo todo está indentado por TAB se você utilizar espaço dará erro na hora de rodar o make.
Salve o arquivo e execute os comandos abaixo no terminal:

$ make
$ sudo make install

Precisamos efetuar uma alteração no mod_python para que ele funcione corretamente no Apache. Para isso abra o arquivo $ /Library/Python/2.5/site-packages/mod_python/importer.py como root e troque a linha 304 por esta:

        return __import__(module_name, {}, {})

Agora precisamos habilitar o mod_python no apache, para isso abra o arquivo /etc/apache2/httpd.conf (você precisará abrir o arquivo como root) e adicione a linha abaixo após a linha 116 (pelo menos foi a linha do meu arquivo):

LoadModule python_module libexec/apache2/mod_python.so

Pronto, agora é só reiniciar o Apache e o mod_python já estará configurado.

PSE

Baixe o PSE e execute os comandos abaixo no terminal:

$ tar xvf PSE-3.0.6.tar
$ cd PSE-3.0.6
$ sudo python setup.py install

Agora vamos configurar o Apache para aceitar os arquivos escritos usando o PSE. Abra o arquivo /etc/apache2/httpd.conf e adicione as linhas abaixo no final do arquivo:

PythonHandler pse_handler
AddHandler python-program .pt

Reinicie mais uma vez o Apache e crie dois arquivos de testes para ver se tudo está funcionando corretamente:
teste.py

msg = "Hello World!"

teste.pt

<?= msg ?>

Basta executar no navegador: http://localhost/teste.pt ou http://localhost/~SEU_LOGIN/teste.pt.

SQLObject

Instalar o SQLObject é simples, basta executar no terminal:

$ sudo easy_install -U sqlobject

MySQLdb

Instalar o MySQL-python exige uma pequena configuração. Primeiro baixe o arquivo e execute no terminal:

$ tar xzvf MySQL-python-1.2.2.tar.gz
$ cd MySQL-python-1.2.2

Abra o arquivo setup_posix.py e na linha 26 altere:

mysql_config.path = "mysql_config"

por:

mysql_config.path = "/usr/local/mysql/bin/mysql_config"

Agora abra o arquivo _mysql.c e remova as linhas 34, 37, 38 e 39:

#else
#include "my_config.h"
#endif
#ifndef uint
#define uint unsigned int
#endif

Também será preciso alterar as linhas 480 e 481:

    uint port = MYSQL_PORT;
    uint client_flag = 0;

por:

    unsigned port = MYSQL_PORT;
    unsigned client_flag = 0;

No terminal execute:

$ sudo ln -s /usr/local/mysql/lib /usr/local/mysql/lib/mysql
$ sudo python setup.py build
$ sudo python setup.py install

Quando fizer o comando de sudo python setup.py build você poderá receber algumas mensagens de warning, ignore-as.

Para testar o SQLObject execute o script python abaixo:

from sqlobject import *
sqlhub.processConnection = connectionForURI('mysql://root:SUA_SENHA@localhost/test')
class Usuario(SQLObject):
    nome = StringCol()
 
Usuario.createTable()

Após executar o script acima a tabela usuario deverá existir no banco de dados test.

Se você tiver problemas para executar o SQLObject com MySQL verifique se a versão do MySQL instalada é a de 32bits.

Pronto, o ambiente está completamente configurado no MAC OS X.

Agora voltaremos com nossa programação normal!
;)

Para Um Brasil Melhor

Comente »

Estava assistindo ao vídeo gravado pelo Marco Gomes no evento realizado pelo UOL onde, no meio da conversa, surgiu um pedido para que nós, visitantes do blog BrunoTorres.net, deixássemos um comentário no blog do Bruno pedindo para que ele volte a blogar.

O conteúdo do Bruno Torres é realmente interessante e particularmente sinto falta dos posts dele.

Então deixo aqui meu pedido:
Pelo amor de Deus, volte a blogar Bruno!

Se você tem um blog aproveite e crie um post pedindo para que o Bruno Torres volte a blogar. Deixe o seu nome e link do post aqui nos comentários para deixar registrado a lista de pessoas que gostariam que o Bruno voltasse a blogar.

Agora é só torcer para que ele volte a blogar…rs

Screencaster – Novidades na Web

Comente »

Meus amigos Guilherme Rambo e André Luz acabaram de lançar o Screencaster.com.br.

Segundo eles, o Screencaster “trata-se de um blog focado principalmente na produção de vídeo-aulas, podcasts e outros conteúdos multimídia. Nosso objetivo é mostrar nosso conhecimento e, dessa forma, fazer com que você aprenda.”

Acho a idéia muito válida e espero que dê tudo certo para o Guilherme e o André.

Boa sorte!